Noticias

DENTISTA LARGA A CARREIRA E FAZ SUCESSO COM MOLHOS PARA CHURRASCO

 

Com nove anos de atuação na área em que se formou, o ortodontista Pedro Ladogano, 30 anos, resolveu mudar radicalmente a rotina e abrir a própria empresa. Em um segmento totalmente diferente.A receita do molho criado pelo pai Luiz Carlos Bueno Ferreira foi engarrafada e virou o carro-chefe da empresa Dr. Sauce, lançada em novembro.

O especialista da área da saúde faz parte de um grupo de profissionais liberais que estão cada vez mais frequentes nos cursos do Sebrae-SP em busca de conhecimento.

A analista de negócios do Sebrae-SP Jurema Villa percebeu o aumento desse perfil de pessoas nas capacitações voltadas para quem está na fase inicial de criação da empresa, dividido em dois grupos. O primeiro inclui profissionais que perderam o emprego, tinham uma boa renda e enxergam no empreendedorismo um caminho.

Já o segundo grupo é composto por aqueles que não querem mais seguir a carreira e estão cansadosdas atividades. "Muitos profissionais, por infelicidade ou insatisfação na carreira, vão buscar algo novo no empreendedorismo", destaca Jurema.

Pedro Ladogano se enquadra no segundo grupo. "Decidi empreender nessa área por conta da crise que o País vem passando, que afetou diretamente o consultório. Minha expectativa é chegar a ser uma grande indústria de alimentos para que possa gerar empregos, ajudar o maior número de pessoas e fazer com que o mundo todo prove esse novo sabor", afirma.

O sabor que ele se refere é o molho criado pelo pai há cerca de 20 anos para acompanhar o churrasco com a família e amigos. "Com o passar do tempo, o posto de churrasqueiro oficial da família foi passado para mim, mas a presença do molho continuou sendo obrigatória em todos os churrascos da família. O interesse das pessoas pelo molho sempre foi muito grande, então, decidi compartilhar esses molhos com o mundo", conta Ladogano, que fez o custo de gestão financeira do Sebrae-SP antes de abrir a empresa.

Uma outra característica desse público, segundo a analista do Sebrae-SP, é justamente essa consciência de buscar capacitação. "Tempos atrás as pessoas empreendiam puramente por necessidade. Simplesmente abriam um negócio sem fazer pesquisa de mercado, sem planejamento. Esses profissionais liberais têm mais consciência da necessidade de fazer um planejamento e se especializar. Eles têm conhecimento em suas áreas e têm a humildade de falar que não entendem de finanças, de marketing, por exemplo", diz.

Oportunidade
Um dos dados principais levantados pela pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizada pela primeira vez em nível estadual, é que a quantidade de empreendedores por oportunidade em São Paulo (63,8%) é maior do que a média nacional (57,4%), o que mostra uma tendência dos paulistas em decidir abrir um negócio com um pouco mais de planejamento.

Esse é um cenário preferível àquele em que empreender se mostra como a única alternativa ao desemprego - o chamado empreendedorismo por necessidade. "Essas pessoas devem buscar uma oportunidade de mercado, de fazer o que gostam, mas ter consciência da importância de fazer um planejamento e se especializar nas áreas que têm mais deficiências", recomenda Jurema.

 


Fonte: Pequenas empresas e grandes negócios

 

CARDÁPIO

+

Japonesa

+

Ambiente

+

Galeria de Fotos

confira abaixo as últimas fotos de presenças na Potência do Sul

contato pelo telefone
(32) 3241.4800
Endereço
Av. Deusdedith Salgado, 4060, Teixeiras - Juiz de Fora - MG - CEP: 36033-000, Brasil